Exercícios Perineais e Pompoarismo

O que é Períneo?



É uma região do corpo humano onde se encontram os genitais e um conjunto de músculos denominados Assoalho Pélvico. Como o nome sugere, é como se fosse o chão da bacia, que se estende do púbis ao cóccix. E este assoalho é passagem para o canal da vagina, da uretra (canal que elimina a urina) e do ânus.



Quais as funções do Assoalho Pélvico ?

• Sustentar o peso dos órgãos abdominais (útero, intestino, reto bexiga e outros);
• Controlar a saída da urina, das fezes e dos flatos (chamamos de função de esfíncter);
• Atuar na relação sexual;
• Compor o canal de parto.
Tanto o homem quanto a mulher possuem essa musculatura, mas a mulher está mais suscetível ás disfuções que podem acometer esta estrutura.

Porque o número de mulheres com disfunções do Assoalho Pélvico são maiores?


Por uma questão anatômica: o períneo do homem possui duas estruturas (uretra e ânus), e só uma delas o perfura. Já a mulher possui três estruturas que perfuram o seu períneo (uretra, vagina e ânus). Estes três orifícios, por serem próximos tornam a musculatura da mulher naturalmente mais frágil.

Além das causas citadas acima, a gestação também é um fator que pode ocasionar fadiga nessa musculatura devido à sobrecarga que o períneo suporta durante o período gestacional; as mudanças posturais naturais da gestação também contribuem para a fraqueza muscular do períneo. Vale ressaltar que independe da via de parto, normal ou cesárea.

Outro aspecto a ser considerado é a constipação intestinal (intestino preso). No caso de uma mulher que tem o intestino preso há anos sabemos que a força necessária para evacuar também gera sobrecarga sobre o períneo.

As estatísticas mostram que as mulheres são mais acometidas pela constipação intestinal do que os homens, o que contribui para explicar a prevalência da fraqueza do Assoalho Pélvico em mulheres.

Que problemas podem atingir o Períneo, quais as queixas das mulheres?

Os mais comuns são:
• dificuldade de segurar a urina quando a bexiga está cheia;
• perda de urina aos pequenos e grandes esforços (espirro, tosse, saltos, risadas, ao pegar um peso, caminhando, ao praticar um esporte);
• perda de urina na relação sexual;
• dificuldade de sentir o atrito entre o pênis e a vagina na relação sexual;
• dificuldades e dor na hora da penetração.

Em outros casos:

• cistocele (“queda da bexiga);
• uretrocele (“queda da uretra”);
• retocele (“queda do reto”)

O que pode causar disfunções no Períneo?

O fator central é a fraqueza muscular, ou seja, a dificuldade de contrair e/ou manter a contração dos músculos, diminuindo assim sua capacidade funcional.

E o que pode contribuir com a fraqueza muscular do períneo?

• Idade;
• menopausa (alterações hormonais) ou retirada dos ovários, que provoca menopausa cirúrgica;
• constipação intestinal;
• trauma psicológico ou físico;
• gestação;
• número de gestações;
• exercícios (esportes) de impacto.

O que podemos fazer para aumentar e/ou melhorar a força muscular do períneo?

Exercícios Perineais como por exemplo os exercícios de Kegel. Vale ainda ressaltar que um recurso que tem auxiliado as mulheres é a Reeducação Perineal, que engloba um conjunto de técnicas fisioterapêuticas com objetivo de melhorar a percepção e o controle do períneo.

A reeducação perineal é recente e pouco conhecida no Brasil, mas vem auxiliando as mulheres na prevenção e tratamento dessas disfunções. Este tratamento não se limita ao assoalho pélvico, mas atua globalmente envolvendo a postura, a respiração, a conscientização corporal, a contração e o relaxamento da musculatura em questão, e ajuda na escolha por novos hábitos no dia-a-dia, a fim de potencializar e estimular as funções perineais.

O Tratamento de Reeducação Perineal é realizado pelo fisioterapeuta e são utilizados aparelhos específicos além das técnicas fisioterapêuticas, as sessões são individuais e duram cerca de 40 a 50 minutos. O número de sessões é variável, pois depende da necessidade e da evolução de cada mulher.

Em nossa cultura não se dá muita atenção quando o assunto é o períneo, muitas vezes por vergonha ou falta de informação adequada. O sucesso do tratamento depende do conhecimento da mulher acerca do seu corpo, por isso é muito importante que a mulher explore seu períneo, se informe sobre seu funcionamento e assim entre em contato mais íntimo com seu corpo. Sem dúvida, dessa forma, os resultados do tratamento serão mais satisfatórios.

Reeducação Perineal é igual ao pompoar?

Não.

Reeducação Perineal, é um tratamento para aumentar a força e o controle dos músculos perineais, utilizando aparelhos e técnicas fisioterápicas.

Pompoarismo é o ato de praticar o pompoar que são movimentos realizados com a vagina durante a relação sexual. É uma técnica oriental que ajuda a aumentar o prazer sexual.

Algumas mulheres orientais por questões culturais treinam essa musculatura para o ato sexual desde a infância, devido a tal treino elas conseguem realizar as manobras de pompoarismo, mais facilmente.


Em nossa cultura é comum as mulheres não terem um contato tão íntimo com a genitália por isso que após o tratamento de Reeducação Perineal, que objetiva aumentar a força muscular e melhorar o controle dos músculos perineais, é orientado e ensinado às mulheres, algumas das técnicas do pompoar para que elas realizem sozinhas e com seu parceiro a fim de contribuir para manter um bom tônus destes músculos e a saúde pélvica feminina.


Artigo escrito por: Priscila Valentim Fisioterapeuta e Carolina Oliveira Fisioterapeuta

++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++